O novo caminho para o sucesso.

Terceiro Setor possui papel fundamental na efetivação dos direitos sociais

As entidades de Terceiro Setor, responsáveis em concentrar seus esforços na promoção dos direitos sociais preconizados pela Constituição Federal de 1988, cresceu de maneira considerável em todo o mundo.

Essas ações voltadas para a caridade possuem o propósito de trazer respostas a problemas sociais como saúde, educação, direitos civis, meio ambiente dentre outros. Agregam-se a este setor, as organizações não governamentais, fundações, institutos empresariais, associações e entidades filantrópicas.

As Organizações do Terceiro Setor se subdividem em quatro categorias que são: a associação, representada pelas entidades voltadas aos interesses dos próprios participantes; as filantrópicas, beneficentes e de caridade, que são específicas para o assistencialismo no auxílio aos pobres, desfavorecidos e excluídos; as organizações não governamentais, na qual luta pelo direito e igualdade de todos e as fundações privadas, que trabalham com educação, saúde e qualidade de vida.

Os principais desafios para essas entidades são a busca por novos e permanentes parceiros, o uso de metodologias eficientes, o acompanhamento e avaliações das ações praticadas pela organização no combate aos problemas sociais.

 

Fonte: Sincop
Publicado em 18/03/2019