O novo caminho para o sucesso.

Tecnologia se consolida no planejamento de São Paulo para orçamento de 2021

Em uma demonstração de entendimento da tecnologia como parte integrante de políticas públicas, a Prefeitura terá novamente o planejamento de tecnologia como item nas discussões de orçamento para 2021. A recomendação foi publicada em uma portaria da Secretaria Municipal da Fazenda em 8 de maio. 

 A norma dá continuidade à novidade do ano passado, quando o Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETIC) foi incluído nos temas a serem considerados pelos grupos de trabalho de cada órgão pertencente à esfera municipal — Prefeitura, Câmara Municipal e Tribunal de Contas do Município.

Criado em 2017, o PETIC é um produto da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT), que visa aumentar a maturidade tecnológica nas mais diversas áreas da administração municipal.

 "Cumprir o objetivo do plano é saber usar melhor a tecnologia a favor dos serviços que oferecemos aos cidadãos e da rotina de todos os servidores da Prefeitura. É a inovação debatida por diversos atores e coordenada pela SMIT que vai, com o apoio de todas as áreas, melhorar a proposição e a eficiência de políticas públicas na cidade de São Paulo", diz o secretário municipal de Inovação e Tecnologia, Juan Quirós. 

O PETIC, construído por diversos agentes, com sua publicação capitaneada pela Coordenadoria de Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação da Secretaria (CGTIC/SMIT), possui diagnósticos para mensuração da escala de maturidade tecnológica dos órgãos da Prefeitura, orientações técnicas para aquisição de equipamentos, serviços e força de trabalho na área de tecnologia, entre outros itens.

Inovador, o Plano inclui um Programa Permanente de Capacitação, ativo desde 2018, que capacita servidores em conhecimentos diversos da área de tecnologia para melhorar a execução de serviços para a cidade.

Para a garantia da implementação, o Plano também prevê um acompanhamento da situação de tecnologia em toda a Prefeitura, do parque tecnológico ao investimento em tecnologia dos órgãos, gerando indicadores para acompanhar o progresso.

PETIC completa 3 anos

Com o marco de 3 anos da Política Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação, instituída pelo Decreto Municipal nº 57.653, de 07 de Abril de 2017, a Prefeitura em 2020 possui condições de modernizar seus serviços de forma descentralizada e com qualidade, e de projetar a transformação digital em seus diversos setores.

A Secretaria Municipal das Subprefeituras, por exemplo, já foi capaz de contratar para todas as suas unidades serviços de comunicação corporativa em nuvem.

Mesmo em cenários adversos, como o da pandemia de covid-19, o uso qualificado da tecnologia permitiu a distribuição de acessos remotos, de assistência e da contratação de ferramentas para teletrabalho. As ações foram viabilizadas pela Prodam, empresa pública que segue sendo a referência em soluções de tecnologia no município.

"A nova governança de TI de São Paulo é extremamente colaborativa. A troca entre os líderes é sempre intensa e propicia que se encurte o caminho para resolver os desafios, que em maioria são os mesmos em todos os órgãos”, diz André Tomiatto, coordenador da CGTIC.

“Assim, se evolui na maturidade de cada órgão, criando condições para prestar um serviço melhor e mais moderno aos cidadãos e cidadãs", completa.

Com a manutenção do PETIC na discussão do planejamento de orçamento, a administração pública em São Paulo, os servidores e a população ganham mais transparência, mais participação da sociedade e mais eficiência.

 

Fonte: Prefeitura de São Paulo
Publicado em 04/06/2020