O novo caminho para o sucesso.

Saiba quais são os critérios para a definição de preços

Precificar em uma definição simples é aquela que deriva da palavra “preço”, que é o ato de colocar preço monetário num bem ou serviço. O termo pretende informar que a tarefa é diferenciada e não o simples ato de atribuir preço, muitas vezes sem embasamento científico.

É fundamental que o enfoque para precificar, ou a metodologia a ser aplicada para solucionar o problema da formação do preço de venda seja profundamente compreendido. Se adotado correta e conscientemente proporcionará melhor qualidade de vida aos empresários e demais responsáveis por este árduo encargo. Compreendidas as metodologias, o processo de fazer as contas pode ser sistematizado, exigindo menor esforço.

O critério mais adequado para atribuir valor a um produto, mercadoria ou serviço tem sido a grande questão. Na maioria das vezes é algo empírico, pois inexistem sinais de método testado e aprovado cientificamente quando o empresário é questionado ou seus “métodos”, analisados. No entanto, mesmo quando aparentemente não há critério lógico e fundamentado para a construção do preço de venda, na maioria dos casos observam-se mostras de um ou outro enfoque. Como são poucos, esses vestígios não asseguram a eficiência da tarefa.

A definição do preço demanda o atendimento das seguintes premissas mínimas:

  • Os valores existentes no bem ou serviço e percebidos pelo cliente devem ser maiores que o preço a ser pago para levá-lo;
  • Sejam conhecidos os preços, condições e valores ofertados pela concorrência dos bens ou serviços que competem direta ou indiretamente com os seus;
  • Geração de lucro direto ou indireto pelo preço praticado.

Por fim, a definição do ato de precificar é a capacidade natural ou adquirida para calcular, determinar e informar o preço para atrair o comprador. No cálculo exato do preço sempre haverá lucro, mesmo que de forma indireta.

 

Fonte: Portal Contábeis
Publicado em 19/08/2019