O novo caminho para o sucesso.

Prazo para solicitar o Auxílio Emergencial termina nesta quinta (02.07)

Esta quinta-feira (02.07), até as 23h59, marca o último dia para quem tem direito ao Auxílio Emergencial solicitar o benefício pelo site ou aplicativo da Caixa. Desde 7 de abril, quando foram lançados os meios digitais para cadastramento dos trabalhadores informais, autônomos, desempregados, MEIs e contribuintes individuais do INSS os recursos de R$ 600 ou R$ 1.200 chegaram a 64,7 milhões de pessoas. O investimento do Governo Federal alcançou R$ 108,1 bilhões. Com a extensão do benefício anunciada na terça-feira, deve ultrapassar os R$ 200 bilhões ao fim de agosto.

“Garantimos por mais dois meses a continuidade de um programa que fez essa rede de proteção para 65 milhões de pessoas. Encontramos milhões de invisíveis ao Estado, cumprindo a determinação do presidente Bolsonaro de não deixar ninguém para trás”, afirmou o ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni.

Todas as pessoas que forem aprovadas pela Dataprev e pelo Ministério da Cidadania receberão todas as parcelas, mesmo que realizem o cadastramento em 2 de julho. A população sem acesso aos meios digitais e que necessita de apoio para realizar o pedido pode se dirigir a uma agência dos Correios e fazer o cadastro assistido.

As solicitações feitas até 16 de junho já foram encaminhadas para pagamento. Restam os pedidos feitos após esta data e outros 713,8 mil que estão em reanálise. A taxa de processamento das solicitações desde o início do Auxílio Emergencial está em 99%. Entre abril e junho foram 149,5 milhões de requerimentos recebidos pela Dataprev e 148,5 milhões analisados pelos três grupos do programa: trabalhadores informais, Cadastro Único e Bolsa Família. Vale ressaltar que há solicitações feitas mais de uma vez com o mesmo CPF.

Pagamentos

Os 19,2 milhões de beneficiários do Bolsa Família com direito ao Auxílio Emergencial já receberam três parcelas. A transferência de recursos desta etapa para os demais grupos teve início dia 27 de junho e segue até sábado (04.07), conforme o calendário escalonado por mês de aniversário. São R$ 19,7 bilhões para 31 milhões de pessoas, apenas neste lote de pagamento e sem contar o Bolsa Família. Os saques seguirão outra agenda.

Cerca de nove milhões de pessoas que receberam a primeira parcela em maio, neste momento estão recebendo a segunda parcela conforme o calendário do mês de nascimento. O mesmo serve para mais de um milhão de cidadãos que foram aprovados em junho.

 

Fonte: Ministério da Cidadania
Publicado em 02/07/2020