O novo caminho para o sucesso.

Novo sistema obriga que boletos de até R$0,01 sejam registrados

Desde o último sábado, dia 27 de outubro, os boletos com o valor a partir de R$0,01 serão aceitos pela rede bancária, ou em qualquer canal de atendimento, apenas se estiverem registrados na Nova Plataforma de Cobrança (NPC), sistema de liquidação e compensação desenvolvido pelos bancos.

Essa é a última etapa para a implementação do programa. Na fase anterior, a rede bancária deixou de receber boletos de valor igual a R$100,00 que não estivessem cadastrados no sistema. A última etapa será o responsável por englobar os boletos de pagamentos de cartão de crédito e de doações, que deverão estar registrados na Nova Plataforma até o dia 10 de novembro.

Segundo as informações divulgadas pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), se os boletos não estiverem cadastrados na base do sistema até a data estipulada, os bancos irão recusá-los. No caso disso ocorrer, o pagador deverá procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito ou solicitar o cadastramento do título.

Esse novo sistema será o responsável pelo tráfego de um número maior de dados que são exigidos pelo Banco Central, como por exemplo, o CPF ou o CNPJ do emissor, data de vencimento, valor e o número do CPF ou o CNPJ do pagador.

Para fazer a migração do modelo antigo de processamento para o atual sem comprometer o funcionamento da nova plataforma, os bancos optaram por incluir os boletos no novo sistema por etapas, levando em conta o valor que deve ser pago. Esse procedimento se iniciou no ano passado para boletos acima de R$50 mil e alcança a fase mais complexa em outubro e novembro, de acordo com a Febraban.

 

Fonte: Agência Brasil.
Publicado em 31/10/2018