O novo caminho para o sucesso.

JGA celebra Outubro Rosa com evento voltado a importância do autoconhecimento e o cuidado do corpo e da mente

Na tarde desta quinta-feira (17), a JGA promoveu um evento em celebração ao Outubro Rosa, mês do combate e prevenção ao câncer de mama, segundo tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Ele corresponde a 29% dos casos novos de câncer a cada ano, no Brasil.

Por isso, anualmente a JGA realiza um evento em comemoração ao Outubro Rosa, a fim de conscientizar e destacar a importância do autocuidado e prevenção.

Na ocasião, a coach Lurdinha Machado explanou o tema: "Desperte o gigante que existe em você", abordando a importância da Programação Neurolinguística (PNL) para o desenvolvimento profissional.

O intuito era mostrar aos participantes do evento a importância de cuidar de sua mente, tanto quanto de seu corpo, buscando benefícios a curto e longo prazo.

No início da sua explanação, Lurdinha aplicou exercícios para estimular a concentração dos participantes, salientando a importância de não se deixar “engessar” pela rotina. “É preciso se tornar imprescindível, sem depender dos outros para isso. O que só pode ser feito com a busca pelo aprimoramento constante”, apontou.

Na sequência, a profissional expôs as características e habilidades esperadas do profissional contemporâneo e destacou a flexibilidade, como uma das principais. 

"É preciso ter flexibilidade para acompanhar a velocidade das mudanças, como diz a Unesco. No futuro, haverá graduação em cursos em que nós nem conseguimos imaginar hoje.”

A coach abordou também a comunicação interpessoal, mostrando o quanto é imprescindível em qualquer área de trabalho. Explicou ainda, que as palavras são responsáveis por apenas 7% do que será assimilado pelo outro, ou seja, a linguagem corporal e o tom de voz representam os outros 93%.

Durante a palestra, Lurdinha aplicou um teste de personalidade, formado por um questionário com três opções de resposta para cada pergunta. O intuito era que os participantes percebessem qual é a sua principal característica de comunicação: cinestésica, visual ou auditiva, facilitando assim a compreensão do funcionamento nas relações interpessoais.

Segundo Lurdinha Machado assimilando suas características prioritárias, as pessoas podem lidar melhor com personalidades diferentes, reconhecendo as formas de processamento mental de cada indivíduo.

 

Publicado em 18/10/2019