O novo caminho para o sucesso.

Investidores em energia solar garantem benefícios fiscais

A Energia Solar Fotovoltaica já é uma realidade em nosso país. E essa tendência, tende a aumentar. Em 2014 foram 333 projetos instalados. Até maio de 2017 existia 12.520 instalações homologadas na agência reguladora Aneel. Segundo os dados apresentados, pode-se observar que o futuro da energia solar será promissor. A Aneel espera um grande crescimento para o setor nos próximos anos, com previsão de que sejam instalados mais de 886 mil sistemas até o ano de 2024, representando menos de 1% das residências do Brasil.

De acordo com a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar), o Brasil possui atualmente 12.520 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede. Esses projetos beneficiam a economia e favorecem o engajamento ambiental há 13.897 unidades consumidoras. O investimento, com mais de R$ 850 milhões acumulados desde 2012, foram distribuídos ao redor de todas as regiões do país.

Pode-se observar que a tecnologia necessária para aproveitamento da energia do sol está bastante desenvolvida, sendo amplamente usada para geração de energia elétrica residencial e comercial, principalmente em países desenvolvidos.

O uso da Energia Solar Fotovoltaica afeta positivamente o mercado de veículos elétricos também, com o desenvolvimento de sistemas de armazenamento de alta capacidade e longa vida útil. Esta tecnologia substituirá o motor à combustão num futuro próximo, segundo os principais fabricantes de veículos.

Incentivos Fiscais

O desenvolvimento da energia solar será fortemente impactado com a implantação de políticas públicas de incentivo para instalações sustentáveis. Algumas cidades do país já implementaram incentivos fiscais para consumidores que adotaram soluções sustentáveis, com o programa chamado IPTU verde. Por meio desse programa, o cidadão tem um abatimento no percentual do IPTU de acordo com o nível de sustentabilidade no qual se enquadra a instalação.

Investir em sustentabilidade já é uma realidade. O aumento das taxas de energia, a introdução de bandeira amarela e vermelha, as tecnologias disponíveis de captação e conversão, tornam o investimento em energia solar economicamente viável.

Algumas ações de incentivo fiscal, no âmbito municipal, podem render uma série de benefícios ao consumidor de energia solar, além de alavancar uma cadeia de negócios sustentáveis que está pronta para entrar em ação.

 

Fonte: Confortec Tecnologia e soluções
Publicado em 01/10/2019