O novo caminho para o sucesso.

Inovação social desperta novos olhares para o Terceiro Setor

Sempre que uma comunidade ou um grupo organizado de pessoas se reúne para enfrentar desafios socioambientais do entorno através de novas estratégias de ação ou metodologias temos a chamada inovação social. Pela inovação surgem novos olhares para lidar com problemas complexos que aparecem.

Segundo o Centro de Inovação Social do Canadá, uma das principais referências mundiais no assunto, são necessárias três pilares para que a inovação social aconteça: ambientes propícios, interação entre pessoas diversas e estrutura adequada que facilite a transformação de uma simples ideia em um plano real.

Natacha Costa, diretora da Associação Cidade Escola Aprendiz, afirma que a inovação social está ligada aos territórios e às relações que as pessoas que vivem ali estabelecem entre si e seus contextos.

“O terceiro setor tem uma capacidade grande de gerar inovação social justamente pela superfície de contato, especialmente quando falamos de organização da sociedade civil. Isso porque ela nasce de movimentos sociais ou se relaciona com eles de maneira muito próxima. Ou seja, tem essa legitimidade de diálogo com quem está nos territórios”, destaca.

De acordo com Natacha ainda a inovação social é um processo dinâmico, já que os contextos são diversos e as condições, os atores e os governos mudam. “Por isso, é fundamental que a gente siga em processo constante de pesquisa e desenvolvimento”, defende Natacha Costa.

Quando o assunto é inovação não há modelo ou roteiro pronto, é fundamental uma escuta colaborativa, análise de contexto e criação de sentido para a comunidade para obter sucesso.

 

Fonte: Fundação Telefônica
Publicado em 29/01/2020