O novo caminho para o sucesso.

Brasil tem expansão Terceiro Setor

A cada dia é mais comum encontrar profissionais e estudantes que buscam atuar e desenvolver as suas habilidades em empresas do terceiro setor. Isso porque as OSC’s passaram a ter mais visibilidade, e consequentemente as pessoas estão mais engajadas em causas sociais.

O mundo jogou os holofotes no voluntariado e não é à toa que este segmento está em alta e cheio de oportunidades. Durante muitos anos, o Brasil enfrentou dificuldades na regulamentação das relações entre as organizações do terceiro setor e a administração pública, pois não existiam normas gerais que regulassem de forma padronizada as parcerias que eram firmadas entre a administração pública e essas organizações. Em outras palavras, não existia uma lei que tratasse especialmente sobre essas parcerias.

O trabalho realizado pelas organizações do terceiro setor foi comprometido por muitos anos pela ausência da legalização. Afinal, não era possível verificar com transparência as verbas que recebiam, a forma como as entidades prestavam contas para a administração pública e a qualidade dos serviços prestados.

No entanto, em 2014, foi aprovada a Lei nº 13.019/2014, conhecida como o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC), que estabelece e regula no âmbito jurídico as parcerias entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil, para trabalharem em cooperação mútua em busca de interesse público e recíproco.

A partir desse momento, houve um grande crescimento do terceiro setor no Brasil. As atuais características econômicas, culturais e sociais do país também podem ser indicadores da vasta criação de organizações que pertencem ao terceiro setor. Além de um território extenso e da estrutura social que já mantém essas organizações, há indícios do crescimento e surgimento de novas entidades no Brasil para os próximos anos com o destaque o Terceiro Setor vem ganhando.

 

Fonte: Unasp
Publicado em 14/02/2020