O novo caminho para o sucesso.

Trabalho flexível: entenda como funciona e como aplicar em sua empresa

Com a aprovação da Reforma Trabalhista, em novembro de 2011, houve uma série de mudanças nas relações empregados empregadores, abrindo novas possibilidades de emprego e renda, inclusive a flexibilização nos horários e locais de trabalho.

Em uma pesquisa recente realizada pela Internacional Workplace Group (IWG), empresa líder mundial e brasileira no mercado de escritórios compartilhados, foi detectado que 83% dos entrevistados acreditam que flexibilidade é um fator decisivo na hora de escolher uma proposta de emprego.

O conceito de trabalho flexível reúne várias frentes, mas principalmente estão entre elas: horário, jornada, localização, remuneração e gestão por indicadores de performance.

Porém, antes de implementar este método, o empresário deverá se atentar aos seguintes tópicos:

1. Horário

Esse é apenas o primeiro passo para a implementação do trabalho flexível. Aplicar a flexibilização do horário é, principalmente, permitir que seus funcionários possam entrar e sair da empresa fora de horários pré-estabelecidos.

2. Jornada

Os dias trabalhados pelos funcionários também podem ser flexíveis. A contratação de profissionais pode acontecer sem uma jornada pré-definida. Os empregados poderão trabalhar, por exemplo, de segunda a quinta ou, até mesmo escolher os dias da semana que sejam mais produtivos. Esse conceito pode eliminar o famoso banco de horas ou horas extras.

3. Localização

A prática do tão conhecido home office refere-se à possibilidade de o funcionário poder exercer suas atividades em locais distintos, eliminando a necessidade de deslocamento. Esta modalidade traz muitos benefícios à empresa e ao empregado, sendo a principal novidade adotada hoje pelas empresas que têm o melhor índice de satisfação de funcionários. Uma alternativa para a localização flexível é a implementação de um escritório regional da própria empresa ou a utilização de redes de escritórios compartilhados e espaços de coworking.

4. Remuneração e gestão por KPI: Indicadores de Desempenho

Quando o sistema de trabalho flexível é bem aplicado, a remuneração flexível e variável tende a ser uma ótima ferramenta para manter a equipe motivada e engajada. O pagamento se dá de acordo com a jornada, horário, produtividade e desempenho - ou seja, em conformidade com a performance de cada profissional ou do time. Isso traz uma grande chance para que empresas implementem o conceito de meritocracia e gestão por performance.

O conceito de trabalho flexível pressupõe a implementação e combinação de todos esses fatores.

As vantagens são refletidas na satisfação do empregado, que consegue equilibrar as vidas social e profissional. Contudo, é sempre necessário averiguar a possibilidade legal e aprovar a adoção de alguns dos fatores que caracterizam flexibilidade no trabalho - como horário, jornada e remuneração - com o sindicato que representa a categoria.

 

Da redação com informações do Portal dos Administradores