O novo caminho para o sucesso.

Quarentena é prorrogada até 22 de abril no estado de São Paulo

Na tarde de ontem, 06 de abril, o Governador João Doria decidiu prorrogar por mais 15 dias a quarentena em todos os 645 municípios de São Paulo, até o dia 22 de abril. Segundo o ele, a decisão foi tomada após reunião com 15 médicos do Centro de Contingência do coronavírus, que apontaram que o contágio já chegou a cem cidades paulistas e mais de 400 hospitais públicos e privados. Projeções apontam que prolongar o distanciamento social pode evitar mais de 160 mil mortes em todo o Estado.

De acordo com Doria, nenhuma aglomeração de nenhuma espécie em nenhuma cidade de São Paulo será admitida.

“As Guardas Municipais ou Metropolitanas deverão agir e, se necessário, recorrer à Polícia Militar para que imediatamente possa haver a dissipação de qualquer movimento ou aglomeração de pessoas. Esta é uma deliberação que deverá ser rigorosamente seguida pela população do estado de São Paulo na defesa de suas vidas e de seus familiares”, afirmou o Governador.

A medida visa conter o avanço dos casos de Covid-19, que já está lotando hospitais. A recomendação do Governo do Estado é que as pessoas fiquem em casa. Os serviços considerados essenciais continuam em funcionamento, como nos primeiros 15 dias da quarentena.

O Instituto Butantan, centro de pesquisas biomédicas vinculado à Secretaria de Estado da Saúde, projetou que a prorrogação da quarentena pode evitar 166 mil óbitos em São Paulo, além de 630 mil hospitalizações e 168 mil internações em UTIs.

O posicionamento do Governo do Estado de São Paulo, segue orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde), da Opas (Organização Pan-americana de Saúde), do Ministério da Saúde e do Centro de Contingência do coronavírus de São Paulo, formado por epidemiologistas, cientistas, pesquisadores, infectologistas e virologistas sob a coordenação do médico David Uip.

 

Fonte: Governo do Estado de São Paulo
Publicado em 07/04/2020