O novo caminho para o sucesso.

Controle Patrimonial: entenda os benefícios

A implantação do Controle Patrimonial para empresas de todos os portes são inúmeros e trazem diversos benefícios para as empresas. Entre eles a depreciação Fiscal/Contábil, neste caso as empresas podem se favorecer da depreciação fiscal lançando despesas com depreciação como resultado e tornando-as dedutíveis para fins de cálculo do imposto de renda e contribuição social.

Esse tipo de dedução é aceita pelo fisco, porém, quando questionada pelo órgão de fiscalização a mesma deve ser apresentada esmiuçada e somente o Controle Patrimonial tem informações para dar esse suporte em forma de razão auxiliar; a não apresentação, ou apresentação com inconsistências expõem a empresa a possibilidade de ser autuada com a possibilidade do auto de infração alcançar 05 anos retroativos.

Alocar bens por centro de custos é uma forma da Gestão identificar a eficiência de departamentos, unidades, entre outras sub-divisões da estrutura. A Gestão de Logística Administrativa tem como objetivo resultados cada vez melhores utilizando-se de uma menor estrutura, e a Gestão Patrimonial pode contribuir muito com tais informações, além é lógico de informar o montante de depreciação por período nos centros de custos em análise.

Outra vantagem é do Controle Patrimonial por meio do inventário físico (levantamento de bens do Ativo Imobilizado/Ativo Fixo) ou inventário geral, e periodicamente inventário rotativo do Ativo Imobilizado, é a informação precisa do controle de bens, relatando possíveis perdas ou baixas documentadas, ou não; o controle quando conduzido corretamente pode mitigar possíveis desvios, sejam na forma de tratar tais Ativos ou mesmo a possibilidade de “furtos” dos mesmos, visto que periodicamente um novo levantamento irá ocorrer e responsabilidades serão cobradas.

Segundo Walber Almeida Xavier de Sousa, consultor e assessor em Gestão Empresarial, à possibilidade de ter o Ativo Imobilizado atualizado com valores de mercado, para fins fiscais ou mesmo gerenciais dá aos Demonstrativos Contábeis/Financeiros (Fiscal ou Gerencial) maior importância na análise ou mesmo quando são utilizados em discussões (reuniões) internas, essa ferramenta chamamos de Reavaliação Patrimonial ou Avaliação Patrimonial, essa Avaliação pode ser feita registrando-se contabilmente o valor apurado no Ativo Não Circulante (Ativo Imobilizado) contra o Patrimônio Líquido da empresa, com isso informamos um Balanço Patrimonial de forma atualizada.

“Podemos gerencialmente contabilizar a depreciação, relatando números mais próximos da realidade, evitando com isso a distorção na análise de demonstrativos gerenciais da empresa. Uma vez implantado o Controle Patrimonial e mantendo-se atualizado, sua empresa poderá ser beneficiada”, garantiu o especialista.

 

Fonte: Portal Contábeis
Publicado em 15/03/2019